Como abrir uma empresa no Rio de Janeiro?

Screenshot 127 - AM Contabilidade Online

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Como diz Gilberto Gil, na canção “Aquele abraço”, “o Rio de Janeiro continua lindo”. E cheio de oportunidades de negócio, por conta de uma fortíssima indústria do turismo, um polo petroquímico pujante, uma poderosa indústria de bens de consumo e uma enorme rede de serviços, além de um comércio gigantesco. Não à toa, o Rio de Janeiro atrai empreendedores do mundo inteiro.

A AM Contabilidade Online preparou esse conteúdo especialmente para você, que quer abrir uma empresa no Rio de Janeiro. Se você tem uma boa ideia de um negócio, ou mesmo percebeu uma boa oportunidade para investir na cidade, esse conteúdo foi feito para você. Agora, vamos revelar o passo a passo de como abrir uma empresa no Rio de Janeiro.

Leia este conteúdo até o final e saiba exatamente o que precisa para abrir uma empresa no Rio de Janeiro. Mas se ainda assim você tiver alguma dúvida, ou precisar de uma ajuda, saiba que estamos aqui exatamente para isso: apoiar sua atividade empreendedora.

Rio de Janeiro, uma cidade admirável e cheia de oportunidades

Dono do segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) do país (R$ 329 bilhões em 2016, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE), o Rio de Janeiro já foi considerado pela City Mayors Statistics a sexta maior cidade das Américas e 35ª de todo o mundo.

A fortíssima indústria do turismo, por exemplo, tem destaque mundial e atrai turistas dos cinco continentes. Mas o Rio de Janeiro também é forte em outras frentes, e sedia importantíssimos conglomerados empresariais, como nas áreas de energia (Petrobras), mineração (Vale do Rio Doce), comunicações (Grupo Globo) e telecomunicações (Oi, Tim Brasil, Embratel e Net).

Segundo o IBGE, é a segunda cidade mais populosa do Brasil, com  6.718.903 cariocas (2019), um mercado consumidor pujante, que garante oportunidades de negócios em todos os segmentos. Trata-se de um dos principais centros financeiros, econômicos, culturais e científicos da América Latina, e isso naturalmente se reflete na economia local.

A maior parcela do PIB carioca provém do setor de serviços, gerador de renda e de empregos e em sua maioria composto por micro e pequenas empresas. Mas o Rio de Janeiro conta, ainda, com o segundo maior polo industrial do país, com refinarias, estaleiros, siderúrgicas, metalúrgicas, petroquímicas, têxteis, gráficas e cimenteiras, entre tantos outros.

A indústria do turismo ganha destaque e impulsiona a economia. Segundo o Governo de Estado, em 2018 a cidade recebeu 1,7 milhão de turistas estrangeiros. No ano seguinte, os turistas estrangeiros deixaram na cidade nada menos do que R$ 14 bilhões. Só o Rock In Rio movimentou, sozinho, R$ 1,7 bilhão.

As principais oportunidades hoje

Grande polo econômico e financeiro nacional, o Rio de Janeiro oferece oportunidades diversas. As principais para abrir uma empresa no Rio de Janeiro hoje estão nas seguintes áreas:

  • Comércio em geral;
  • Alimentação fora do lar;
  • Food trucks;
  • Atividades ligadas ao turismo;
  • Marketing digital;
  • Prestação de serviços;
  • Salões de beleza;
  • Pet shops;
  • Atividades ligadas à saúde.

Plano de negócios, o passo nº 1

Você sabia que no Brasil seis em cada dez novos negócios fecham suas portas antes mesmo do negócio completar quatro anos? A principal causa desta estatística do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é a falta de planejamento.

O primeiro passo para a abertura de um novo negócio, sem dúvida alguma, é planejá-lo nos mínimos detalhes. O empreendedor precisa fazer um plano de negócios, quando pensará em tudo que tem a ver com o funcionamento da sua nova empresa. Esse plano de negócios é um profundo estudo de viabilidade e funcionamento da empresa, ou seja, funcionará como uma espécie de bússola, um verdadeiro GPS.

É neste estudo que você vai definir o nome da empresa, quais produtos e/ou serviços comercializará, os preços adotados, margem de lucro, plano de marketing, estudo da concorrência, recursos humanos, quanto precisará investir, ponto de venda e muito mais. Quanto mais profundo você for, menos erros e inconsistências aparecerão quando abrir as portas da empresa, pode acreditar nisso.

Pensando na natureza jurídico da empresa

Você já sabe o que é uma natureza jurídica? Ao legalizar o seu negócio, precisará escolher o tipo de empresa, e isso será determinante para o seu funcionamento. Há naturezas jurídicas que permitem, por exemplo, que você seja o único dono do negócio, e outras exigem a existência de sócios.  As principais naturezas jurídicas são:

  • Sociedade Empresária Limitada: para negócios de prestação de serviços, comércio em geral e indústria. É a natureza jurídica mais utilizada no Brasil. Opta-se por ela quando há uma sociedade no negócio.
  • Sociedade Limitada Unipessoal: tem as mesmas características da sociedade limitada, mas permite apenas um dono. Nesta natureza jurídica, o patrimônio do empreendedor não é afetado para saldar dívidas empresariais.
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): é utilizada para um dono do negócio, mas o valor mínimo do capital social é de cem salários-mínimos.
  • Empresário Individual (EI): também é uma natureza para dono único do negócio, mas não está disponível para prestador de serviços de profissão regulamentada não pode ser Empresário Individual, como médicos, advogados e contadores, por exemplo. Não há valor mínimo para capital social.
  • Microempreendedor individual (MEI): foi criada para tirar empreendedores da informalidade, garantindo direitos previdenciários. Mas o faturamento de uma MEI não pode ser superior a R$ 81 mil anuais. Outra limitação é que só é permitida a contratação de um único empregado.

E o regime de tributação, qual será?

O regime de tributação vai definir as alíquotas dos impostos que sua empresa pagará todos os meses. Portanto, é um assunto que merece total atenção e uma boa conversa com o seu contador.

Os principais regimes de tributação são o Simples Nacional (sistema simplificado, com emissão de guia única de imposto), o Lucro Presumido (imposto calculado sobre um lucro presumido) e, finalmente, o Lucro Real (imposto pago sobre o lucro real).

Não se trata exatamente de uma escolha, afinal algumas regras precisam ser cumpridas, mas as vezes é possível, por exemplo, escolher entre o Simples Nacional e o Lucro Presumido, e seu contador deve ser acionado para lhe ajudar a optar pelo que for melhor para o seu negócio (e o seu bolso também).

Passo a passo para abrir uma empresa no Rio de Janeiro

1- Em primeiro lugar, será necessário fazer uma consulta prévia de local, por meio do site Carioca Digital. Nesta etapa você descobrirá se o imóvel escolhido pode abrigar a sua nova empresa.

2- O pedido de viabilidade é feito no site da Junta Comercial (Jucerja). Você vai descobrir se o nome escolhido para sua empresa está disponível. Também é na Junta Comercial que o contato social deverá ser devidamente registrado.

3- O próximo passo é solicitar o DBE (Documento Básico de Entrada) junto à Receita Federal. Isto é necessário para tirar o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas).

4- É hora de emitir o alvará de funcionamento junto à prefeitura. Sem ele não é possível iniciar as atividades comerciais da empresa.

6- Sua nova empresa precisa do certificado do Corpo de Bombeiros, dependendo do ramo de atuação. No site da corporação fluminense você descobre se o tipo de negócio do seu empreendimento exige o documento.

7- Poderão ser exigidas outras certidões, como da Vigilância Sanitária, para empresas de alimentação e saúde, ou junto ao Ibama e até a Polícia Federal. Seu contador saberá exatamente o que é necessário, fique tranquilo.

Quanto custa abrir uma empresa no Rio de Janeiro?

Screenshot 128 - AM Contabilidade Online

Essa é uma pergunta importante, que preocupa os empreendedores que querem abrir sua empresa. Muitas vezes, é o primeiro custo  do futuro negócio, e de fato o empresário precisa se programar para arcar com esse custo.

Para abrir uma empresa no Rio de Janeiro, será preciso arcar com dois custos – as taxas da legalização e os proventos do contador contratado para formalizar o negócio. Somente o alvará de funcionamento no Rio de Janeiro está custando R$ 929,39, mas será preciso pagar mais R$ 414,00 para registrar o contrato social na Junta Comercial. Se a empresa atuar na área de saúde ou comércio de alimentos, gastará também algo entre R$ 90,00 e R$ 200,00 com a Vigilância Sanitária.

O custo do escritório contábil varia muito, mas poderá custar algo em torno de R$ 800,00. Assim, todo o processo custará na faixa dos R$ 2.200,00 (sem as taxas da Vigilância Sanitária).

Você precisará de um escritório de contabilidade especializado e experiente

O processo de legalização de uma empresa pode ser feito pelo próprio empreendedor, é verdade, mas fazê-lo sem o apoio de um escritório de contabilidade especializado e experiente é um erro que pode custar caro. Afinal, a formalização até é um processo burocrático. E basta seguir o passo a passo direitinho para abrir a empresa, mas ao longo do processo você precisará da assessoria do contador, para tomar uma série de decisões fundamentais para o bom funcionamento do negócio.

A escolha dos CNAes, por exemplo, é extremamente relevante, e se isso não for feito corretamente pode até acontecer da empresa não ter permissão para exercer sua própria atividade-fim. Outro ponto fundamental, que merece todo o cuidado, é a confecção do contrato social da empresa. Ele funciona como uma espécie de Constituição da companhia, porque é ali que estarão definidas todas as regras de funcionamento do negócio.

Contratar um escritório contábil experiente e especializado é um investimento, e será fundamental nesta primeira etapa de viabilização da empresa. Vale pontuar que a contratação de um contador ou de um escritório de contabilidade para o dia a dia da empresa é obrigatório no Brasil, a exceção dos microempreendedores individuais (MEIs), que podem abrir mão dessa prerrogativa.

A AM Contabilidade online pode te ajudar

A AM Contabilidade Online é um escritório contábil que adota o modelo de contabilidade digital, onde todo o processo é feito por meio de uma plataforma digital própria, o que traz segurança, comodidade, rapidez e custos menores para o cliente. No entanto, não abrimos mão de um atendimento humanizado, individualizado e proativo.

Por meio de uma contabilidade gerencial, voltada para a gestão e para o resultado, a AM Contabilidade Online oferece todo o apoio aos seus clientes, oferecendo-lhes informações diferenciadas, que permitirão uma tomada de decisão mais assertiva. Isso significa que a contabilidade se transforma em um diferencial no seu negócio, atuando muito além do cumprimento das obrigações fiscais e financeiras.

Atendemos a inúmeras empresas do Rio de Janeiro, dos mais diferentes segmentos. Clique aqui, converse com um de nossos especialistas e saiba o que podemos fazer para ajudar o seu negócio a decolar!

Se você precisa de serviço relacionado ao artigo ou necessita de maiores informações sobre o assunto, conte conosco, da AM Contabilidade Online.

Muito mais do que apenas o envio de impostos e o cumprimento das obrigações: conosco, além de você encontrar soluções para o seu negócio, também pode contar sempre com nossos especialistas para o que for relacionado à contabilidade enquanto propulsora do crescimento de seu negócio.

Entre em contato conosco utilizando as informações disponibilizadas em nosso website; caso prefira, você pode utilizar a ferramenta de chat do WhatsApp, ela fica localizada no canto inferior direito.

Estamos apenas te esperando.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Falar com especialista agora!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Posts Relacionados

Screenshot 196 - AM Contabilidade Online

Vale a pena pedir um empréstimo para abrir uma empresa?

Você tem uma excelente ideia para empreender ou identificou uma oportunidade de negócio imperdível. Também tem coragem de se aventurar no mundo dos negócios, porque tem sangue de empreendedor correndo em suas veias. Tudo ok, mas e o capital para

Screenshot 187 - AM Contabilidade Online

Como abrir uma empresa em São Paulo?

Se você pensa em empreender na maior cidade da América Latina, precisará saber como abrir uma empresa em São Paulo. É a cidade mais populosa de todo o hemisfério sul, um gigante da economia e das finanças do Brasil e

Entenda A Importancia De Regularizar O Cnpj E Quais Os Passos Para Realizar Esse Procedimento Blog (1) - AM Contabilidade Online

Como regularizar CNPJ inapto?

Saiba o que você precisa para regularizar CNPJ inapto Evite problemas sérios, conheça a importância e os meios de realizar a regularização de seu CNPJ inapto O Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, mais conhecido como CNPJ, é o documento mais

Screenshot 172 - AM Contabilidade Online

Você sabe como administrar uma pequena empresa?

Quem tem o empreendedorismo na veia sonha em abrir o seu próprio negócio. Isso significa a possibilidade de prosperar mais, de fazer o que se gosta e de não mais precisar prestar contas para um chefe ou para o patrão.

Screenshot 157 - AM Contabilidade Online

Como abrir uma empresa em Campo Grande (MS)?

Campo Grande é uma das cidades mais fáceis e baratas para abrir uma empresa. O empreendedorismo é estimulado pela prefeitura, que abre as portas para aqueles que ali querem investir. Mas a capital do Mato Grosso do Sul oferece muito

Recomendado só para você
A internet traz um sem número de oportunidades de negócio,…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top