Ultrapassei o limite do MEI. E agora?

Layout Artigos - AM Contabilidade Online

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Não há a menor sombra de dúvida de que a legalização é o primeiro passo para o sucesso de qualquer empreendimento. Sair da informalidade é imperativo para crescer, e por várias razões. Além de atuar dentro da lei, o empreendedor poderá emitir nota fiscal e alcançar um número muito maior de consumidores. A formalidade é, assim, a maior de todas as vantagens que oferece uma microempresa individual (MEI), embora não seja a única.

Nós, da AM Contabilidade Online, recebemos inúmeras consultas de microempreendedores individuais, e a mais recorrente delas é: “Ultrapassei o limite do MEI. E agora?”. Como esta é uma dúvida tão comum entre microempreendedores individuais, resolvemos produzir este conteúdo para resolver esta questão de vez.

Portanto, leia este conteúdo até o fim para saber o que fazer se você ultrapassar o limite de MEI. E se ainda assim você tiver alguma dúvida, não se preocupe. Conte conosco, pois somos especialistas em contabilidade para MEI e ajudamos microempreendedores individuais de todo o Brasil.

O que é MEI

É importante explicar aqui exatamente o que é MEIMicroempreendedor Individual. É cada vez maior o número de MEIs no Brasil: segundo dados do próprio Governo Federal, no fim do terceiro quadrimestre de 2020 existiam 11.262.383 MEIs ativos, o que corresponde a 56,7% do total de negócios em funcionamento no país.

Essa natureza jurídica foi criada pelo Governo Federal em 2009, na segunda gestão de Lula como presidente do Brasil, para oferecer a milhares e milhares de pequenos empresários das mais diversas atividades econômicas a chance de saírem da informalidade. São mais de 400 atividades que são aceitas na formalização do MEI.

Um MEI passa a ser dono de uma empresa constituída, com direito a CNPJ, emissão de nota fiscal, possibilidade de abrir uma conta jurídica em qualquer banco, acesso a crédito mais fácil e até direito de participar de licitações públicas. O imposto pago é simplificado e muito barato (não passa de R$ 65,00 mensais) e o microempreendedor individual tem acesso a uma série de direitos previdenciários, como aposentadoria, auxílio-doença e auxílio-maternidade, entre outros.

Como se pode ver, nem se compara a informalidade com o registro como MEI.

N 45439 Bc573864331a9e42e4511de6f678aa83 - AM Contabilidade Online

Quais são as principais características do MEI?

  • Uma MEI não pode faturar mais do que R$ 81 mil anuais.
  • O MEI só pode contratar um único funcionário, e ainda assim ele deverá receber o salário-mínimo da categoria. Não é possível contratar cônjuge.
  • Sócios de alguma empresa já constituída, pensionistas e servidores públicos federais em atividade não podem abrir uma MEI. Se a atividade do empreendedor não estiver prevista no Portal do Empreendedor, também não.
  • Quem trabalha como empregado, registrado em carteira, pode abrir uma MEI. No entanto, não terá direito ao seguro-desemprego caso seja demitido sem justa causa.
  • O MEI não poder ter sócios. O nome diz tudo: ele é um microempreendedor individual.

Quando o MEI deve se descadastrar e migar para uma microempresa (ME)?

Esta também é uma das perguntas que os MEIs mais fazem aos especialistas a AM Contabilidade Online. Na verdade, o empreendedor poderá promover esta mudança até mesmo por desejo próprio, caso enxergue, aí, a oportunidade de crescimento do seu negócio.

É sempre muito importante deixar claro que a microempresa individual é um ponto de partida, que tem limitações que já descrevemos anteriormente. A formalização como MEI é o primeiro passo, mas quando o negócio começa a tomar corpo e o faturamento aumenta, é natural que a migração para ME seja feita.

São os seguintes os motivos para se descadastrar como MEI:

  • Se a microempresa individual resolve exercer uma atividade econômica não prevista na legislação do MEI.
  • Se uma filial for aberta, não importa onde.
  • Se o MEI resolve ter sócios.
  • Se o MEI precisa e resolve contratar um ou mais empregados, já contando com um anteriormente.
  • Quando o faturamento passar de R$81 mil anuais.

Ultrapassei o limite do MEI. E agora?

O que acontece se a microempresa individual faturar mais do que os R$ 81 mil anuais permitidos? Como fica? São duas as situações sobre o excesso de faturamento:

  • Faturamento até 20% acima dos R$ 81 mil permitidos:

Se o faturamento da microempresa individual ficar acima de R$ 81 mil anuais, passando até 20% deste valor, ou seja, entre R$ 81 mil e R$ 97,2 mil, será preciso migrar para uma microempresa (ME), mas o empreendedor precisará continuar pagando o Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) até o fim do ano, incluindo dezembro. No ano seguinte, deverá emitir uma nova guia DAS para complementar e compensar o valor do faturamento ultrapassado. Feito isso, os tributos passam a incidir sobre uma microempresa, mas o regime tributário continuará sendo o Simples Nacional.

  • Faturamento acima de 20%:

Se a empresa faturar mais do que R$ 97,2 mil o desenquadramento deve ser solicitado imediatamente, bem como o enquadramento do negócio como microempresa. Se isso não for feito, a tributação pode ser aplicada de forma retroativa e acrescida de juros. Detalhe fundamental: se o faturamento anual for até R$ 360 mil, a MEI vira uma ME, mas acima deste valor é preciso abrir uma empresa de pequeno porte (EPP).

Como faço para excluir uma microempresa individual?

Infelizmente, a legislação não permite que você transforme o CNPJ da sua microempresa individual em uma microempresa. Você precisará excluir seu CNPJ MEI e abrir um novo negócio.

O primeiro passo é encerrar sua MEI. Fazer isso é muito fácil, basta acessar o Portal do Empreendedor e comunicar a baixa do registro. É uma operação bem simples! Lembre-se de que é preciso, também, preencher a Declaração Anual para MEI (DAS-SIMEI de Extinção – Encerramento) no portal do Simples Nacional.

Para abrir sua ME, deverá contratar um escritório contábil, que fará todos os procedimentos burocráticos e, principalmente, prestará toda a assessoria necessária. Afinal, é preciso definir natureza jurídica, regime tributário e preparar o contrato social, entre tantas outras questões.

A AM Contabilidade Online pode te ajudar a migrar de MEI para ME

Sim, você vai precisar da ajuda de um escritório contábil. Aliás, nunca é demais lembrar que uma MEI não precisa contratar os serviços de um contador, mas uma ME, não importa o tamanho ou ramo de atuação, é obrigada a fazê-lo.

A AM Contabilidade Online é especializada nesta migração de MEI para ME e já ajudou inúmeros empreendedores que fizeram esta mudança e cresceram. Temos um plano na medida para empreendedores que estão começando a crescer e podemos apoiá-los em todas as suas necessidades.

Clique aqui agora e marque um bate-papo com um de nossos especialistas. Temos muito o que conversar!

 

Se você precisa de serviço relacionado ao artigo ou necessita de maiores informações sobre o assunto, conte conosco, da AM Contabilidade Online.

Muito mais do que apenas o envio de impostos e o cumprimento das obrigações: conosco, além de você encontrar soluções para o seu negócio, também pode contar sempre com nossos especialistas para o que for relacionado à contabilidade enquanto propulsora do crescimento de seu negócio.

Entre em contato conosco utilizando as informações disponibilizadas em nosso website; caso prefira, você pode utilizar a ferramenta de chat do WhatsApp, ela fica localizada no canto inferior direito.

Estamos apenas te esperando.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Classifique nosso post post

Falar com especialista agora!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja também

Posts Relacionados

Saiba Agora Mesmo Como Encantar Clientes Blog - AM Contabilidade Online

Como encantar clientes: quais as dicas?

Conheça 5 dicas de como encantar clientes para suas atividades como representante comercial Confira, neste artigo, quais as principais dicas para conseguir encantar clientes em suas atividades como representante comercial Todos sabem que a retenção de clientes é um dos

Receita Federal Prorroga O Prazo Da Declaracao Do Imposto De Renda 2022 Blog - AM Contabilidade Online

Prorrogação IRPF 2022: entenda com aproveitar, infoprodutor

Entenda como aproveitar a prorrogação IRPF 2022 para otimizar o envio da sua declaração Infoprodutor, reunimos informações importantes, as quais vão ajudar você a aproveitar melhor a prorrogação do IRPF 2022 Você ficou sabendo que houve a prorrogação do IRPF

Conheca Os Detalhes Sobre A Lei 488665 Para Representantes Comerciais Blog - AM Contabilidade Online

Lei 4.886/65: de que você precisa saber?

Conheça os detalhes sobre a Lei 4.886/65 para representantes comerciais e o direito ao 1/12 avos que ela permite ao profissional Entender as questões pertinentes ao vínculo empregatício de um representante comercial é fundamental. Confira, neste artigo, todos os detalhes

Recomendado só para você
Você sabe o que é um BPO Financeiro? Sabe quais…
Cresta Posts Box by CP
Back To Top